De olho na notícia!

Cafeicultor deve ser indenizado por concessionária de energia após corte de fornecimento

Com o corte, a lavoura que já havia sido adubada para o plantio ficou sem irrigação.

Uma concessionária de energia deve indenizar em R$ 10 mil por danos morais, e em R$ 1.950,00 por danos materiais, um cafeicultor cuja propriedade teria sofrido, sem justificativa, um corte no fornecimento de eletricidade.

Na ação, o autor afirma que se viu surpreendido com a interrupção, que teria lhe trazido enormes prejuízos, uma vez que já havia espalhado adubo em sua lavoura de café e sem a energia, não poderia irrigá-las.

Após três dias de espera, o requerente teve sua energia restabelecida, porém, após as perdas sofridas, buscou a ré para sanar o problema sem obter êxito, vindo a saber posteriormente que a interrupção foi ocasionada pela adulteração do seu disjuntor, o que alegou ser inverídico.

Em sua defesa, a requerida afirmou não existir comprovação dos fatos narrados pelo requerente. Porém, segundo o magistrado do 1º Juizado Especial Cível de Linhares, consta nos autos a explicação da ré de que o desligamento se deu por causas não determinadas, o que, para o juiz, traduz uma enorme afronta aos direitos do consumidor.

“Ora, o consumidor não pode ver interrompido um serviço de tamanha importância e que não deu causa. O fato narrado pelo autor agrava ainda mais o caso, pois acabou por perder os insumos necessários para cultivar aquilo que plantou, transformando as perdas para o seu sustento e de sua família”, explicou o magistrado, justificando sua decisão.

Processo nº: 0021474-79.2016.8.08.0030

Vitória, 02 de agosto de 2018.

Informações à Imprensa

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES

Assessora de Comunicação do TJES

You might also like